Proposta anticorrupção corre risco de rejeição

Proposta anticorrupção corre risco de rejeição

­­

Coluna do Estadão

18 de novembro de 2016 | 05h00

onyx

A decisão do relator do projeto que trata de medidas anticorrupção, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), de excluir do seu texto pontos que desagradaram ao Ministério Público pode inviabilizar a aprovação do projeto. Deputados dizem que havia um acordo para incluir artigo que endurece regras de punição a juízes, procuradores e promotores que cometerem crimes, mas, depois do apelo do MPF, Onyx voltou atrás no seu compromisso. “Quem tem medo de calor não vai para cozinha”, resumiu um deputado, para quem foi um erro a escolha do relator.

A possibilidade real de rejeição do relatório na comissão especial reabriu as conversas entre Onyx e membros do MPF. Uma alternativa é reescrever a proposta que prevê crime de responsabilidade para juízes e procuradores de forma que fique mais palatável.

Declarações de Onyx Lorenzoni, após se reunir com integrantes da força-tarefa da Lava Jato, também irritaram deputados, que o acusam de ter colocado a sociedade contra o Congresso quando disse que algumas medidas se opunham à Lava Jato.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

10 medidas contra a corrupção

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.