Procuradores temem que decisão do CNMP piore cenário para abuso de autoridade

Procuradores temem que decisão do CNMP piore cenário para abuso de autoridade

Coluna do Estadão

02 de julho de 2019 | 05h00

Foto: Rodolfo Buhrer/Fotoarena

O projeto de abuso de autoridade deve chegar hoje à Câmara em um timing considerado ruim por procuradores. A decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) de arquivar o processo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol serviu de presente a parlamentares que procuravam argumento para defender um projeto mais duro, avaliam. Eles temem que não investigá-lo no episódio das mensagens reveladas pelo site The Intercept possa reforçar a percepção de corporativismo e endossar quem pede pelo controle externo.

Timing. A apreciação do projeto, no entanto, deve ficar para o segundo semestre, para não atrapalhar a Nova Previdência. Coincide com a data prevista para analisar o recurso para desarquivar o processo no CNMP.

E piora. Os procuradores acreditam ainda que a composição da Câmara é mais hostil. No Senado, estimam, o porcentual de parlamentares eleitos se valendo do discurso de combate à corrupção seria maior.

De olho. Nas reuniões em Washington com empresários, chamou a atenção do ministro Tarcísio Freitas o detalhamento de informações que os investidores tinham sobre o Brasil. Eles têm acompanhado de perto a reforma da Previdência.

Fila andou. A expectativa de Ernesto Araújo é de que o acordo Mercosul-União Europeia gere um efeito dominó em outras negociações em andamento, como, por exemplo, com o EFTA (Associação Europeia de Livre-Comércio).

SINAIS PARTICULARES.

Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores

Crédito: Kleber Sales

Doador… Tesoureiro do reestruturado diretório estadual do PSL de São Paulo, o investidor Otávio Fakhoury foi um dos grandes doadores do partido na eleição em 2018, com R$ 92,5 mil.

…universal. Os dois maiores receptores de doações foram os deputados federais Bia Kicis (DF) e Luís Phillipe de Orleans e Bragança (SP), R$ 51,7 mil e 38 mil, respectivamente.

Político. O presidente do Supremo, Dias Toffoli, recebe hoje a bancada feminina da Câmara para um café da manhã. Será a segunda vez que se reúne com o grupo. Da primeira, participou do encontro a convite do presidente Jair Bolsonaro.

Despluga. A ministra Damares se reúne amanhã com especialistas para debater o impacto das novas tecnologias, como videogames, na convivência familiar.

Segura! O Tribunal de Contas de São Paulo enviou notificação ao Tribunal de Justiça por causa das despesas com pessoal. Em ofício, o TCE alerta que já chegou a 96,97% do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Com a palavra. O TJSP diz que foi pego de surpresa porque o TCE teria mudado os critérios de cálculo.

PRONTO, FALEI!

. FOTO JF DIORIO /ESTADÃO

Roberto Freire, presidente do Cidadania: “A gente precisa começar a discutir o País. O governo está perdido, não tem estratégia nenhuma. Quando anuncia alguma coisa, o faz de forma atabalhoada.”

COM JULIANA BRAGA (editora interina) e MARIANNA HOLANDA

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Tendências: