Procurador acusado de espionar para Joesley Batista é alvo de mandado de prisão

Andreza Matais

18 de maio de 2017 | 07h55

O procurador da República Ângelo Goulart Villela foi alvo de mandado de prisão nesta quinta-feira autorizada pelo STF. Ele é acusado de receber dinheiro da JBS em troca de repassar informações para a empresa de investigações em curso. Villela atuava na Operação Greenfield, que apura ilícitos em fundos de pensão ligados a estatais, e era assessor do procurador Nicolao Dino, candidato à sucessão de Rodrigo Janot na chefia da PGR.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.