Processo no TSE e delação de Cunha são ‘pedras no sapato’ do governo

Processo no TSE e delação de Cunha são ‘pedras no sapato’ do governo

­

Coluna do Estadão

11 de novembro de 2016 | 05h45

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Investigadores da Lava Jato dizem que há duas pontas soltas que podem atingir o governo Temer: 1) uma decisão do TSE pela cassação da chapa Dilma/Temer e 2) delação premiada de Eduardo Cunha. O restante apenas causaria fissuras.

Preso há 23 dias na superintendência da PF em Curitiba, Cunha ainda não deu sinal de que está disposto a colaborar com as investigações.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.