Preso hoje, Geddel será transferido para Brasília

Fábio Fabrini e Andreza Matais

03 Julho 2017 | 17h21

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) | Felipe Rau/Estadão

 

O ex-ministro Geddel Vieira Lima será transferido para Brasília. Ainda não há informações sobre se a transferência será feita ainda nesta segunda-feira. Geddel foi preso preventivamente, quando não há prazo para que seja solto. Ele é acusado de tentar impedir que o operador Lucio Funaro e o ex-deputado Eduardo Cunha façam delação premiada.

Geddel mandou várias mensagens de texto para a mulher de Lucio, que está preso em Brasília. Todas foram anexadas ao processo que resultou na prisão dele hoje.

O ex-ministro e Eduardo Cunha eram muito próximos. Quando Cunha caiu no ostracismo, Geddel, ainda ministro, o visitava fora da agenda na residência oficial da Câmara.

Mais conteúdo sobre:

Geddel presoPapuda