Presidentes da Petrobras e do BNDES dizem que vieram para “consertar estragos”

Presidentes da Petrobras e do BNDES dizem que vieram para “consertar estragos”

Luiza Pollo

02 de junho de 2016 | 06h15

BRA01. RIO DE JANEIRO (BRASIL), 01/06/2014.-La nueva presidente del banco público BNDES, María Silvia Bastos Marques, durante una ceremonia en la que asumió su nuevo cargo en Brasilia (Brasil). EFE/ANTONIO LACERDA

Maria Sílvia Bastos, presidente do BNDES. Foto: EFE/ANTONIO LACERDA

Em conversa antes da posse do presidente da Petrobrás, Pedro Parente, e da presidente do BNDES, Maria Sílvia Bastos, o líder do DEM, Pauderney Avelino, ouviu deles que ambos entravam no governo para “consertar os estragos” e que o deputado podia confiar neles.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: