Prefeito elogiado no impeachment e depois preso não se reelege

Prefeito elogiado no impeachment e depois preso não se reelege

­

Coluna do Estadão

01 de novembro de 2016 | 06h15

Famoso por ter a honestidade elogiada pela mulher, a deputada Raquel Muniz (PSD), durante a votação do impeachment e dias depois ser preso pela PF, o prefeito Ruy Muniz (PSB) não foi reeleito em Montes Claros (MG).

O eleitor local preferiu votar num veterano, com perfil fiscalizador. Foi eleito Humberto Souto (PPS), de 82 anos, ex-presidente do TCU.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Rodou

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.