Possível delação de Palocci deve ser tocada na primeira instância, em Curitiba

Luiza Pollo

23 de abril de 2017 | 05h30

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

A aposta entre procuradores do grupo de trabalho da Lava Jato na PGR é que a delação do ex-ministro Antonio Palocci não deve atingir pessoas com prerrogativa de foro. Nesse caso, será tocada pela força-tarefa em Curitiba.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.