Porta-voz da Presidência vai deixar a Secom

Porta-voz da Presidência vai deixar a Secom

Marianna Holanda

13 de agosto de 2019 | 09h40

Depois de meses de desencontros, o Porta-voz da Presidência, Rêgo Barros, não ficará mais subordinado à Secretaria de Comunicação, sob gestão de Fábio Wajngarten

A separação, segundo interlocutores, teria sido de comum acordo. A ideia é que o general e sua equipe continuem na Secretaria de Governo, que também abriga a Secom, mas devem migrar para outra secretaria, como a executiva ou mesmo chefia de gabinete.

Os embates entre Rêgo Barros e Wajngarten sobre relacionamento com imprensa ou rumos da comunicação eram conhecidos. Em determinado momento, os dois sequer se falavam direito. A fritura do general foi tão intensa, que o presidente teve que sair publicamente em sua defesa.

Desde que assumiu a Secretaria de Governo, o ministro Luiz Eduardo Ramos conseguiu pacificar a relação das duas alas da comunicação.

Tendências: