Por reformas, Câmara vai suspender missões oficiais de deputados

Luiza Pollo

24 de abril de 2017 | 05h30

Foto: Estadão

Foto: Estadão

Em reunião da articulação política com o presidente Temer, ontem, ficou combinado que a Câmara não vai autorizar missões oficiais nas próximas três semanas. Com isso, evita viagens de deputados nas votações das reformas. Apenas quatro viagens que foram autorizadas antes do combinado estão autorizadas neste período.

No sábado, a Coluna do Estadão revelou que Temer também determinou aos seus ministros que suspendam audiências com deputados no momento das votações das reformas.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter
: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.