Por reforma, governo faz agrado aos ruralistas

Luiza Pollo

15 de maio de 2017 | 05h50

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

A equipe econômica decidiu perdoar os juros da dívida da contribuição social do empregador rural. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, bateu o martelo nesse ponto reivindicado pela bancada ruralista do Congresso. O governo vai editar uma medida provisória para tratar do passivo do Funrural, o equivalente à contribuição para a Previdência do setor, cujo passivo pode superar R$ 10 bilhões. O presidente Michel Temer se reúne com a bancada hoje e deve anunciar a medida como moeda de troca para o apoio à reforma previdenciária.

 

 

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

bancada ruralistaReforma da Previdência

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.