Por causa do Teto, poderes gastam mais em 2016

Por causa do Teto, poderes gastam mais em 2016

Coluna do Estadão

08 de novembro de 2016 | 05h00

Foto: André Dusek/Estadão

Foto: André Dusek/Estadão

A PEC do Teto dos Gastos ainda não foi aprovada pelo Congresso, mas já tem um efeito prático. Paradoxalmente ao seu propósito de economizar recursos públicos, neste ano o efeito será inverso. Como o teto para os próximos anos será calculado com base no valor gasto por cada um dos três Poderes em 2016, a tendência é de que se use todo o orçamento disponível agora para garantir o máximo de verba no futuro. O Senado, por exemplo, lançou desde outubro 21 pregões, no valor de R$ 26 milhões. Um deles é para comprar 220 TVs de plasma.

O pregão para a compra das TVs prevê um gasto de até R$ 681 mil; mas há outros bem maiores, como câmaras de monitoramento por R$ 4,6 mi.

O Senado também lançou licitação para compra de fechaduras biométricas para a residência oficial do presidente da Casa e apartamentos dos senadores por R$ 234 mil.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Senado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.