Popularidade de Bolsonaro é a mais baixa nas redes sociais desde sua posse

Popularidade de Bolsonaro é a mais baixa nas redes sociais desde sua posse

Coluna do Estadão

26 de março de 2021 | 16h34

Foto: Isac Nóbrega/Presidência

Diante do pior momento da pandemia da covid-19 no País e a frustração da população com o lento ritmo de vacinação, a popularidade do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais está no menor nível desde a sua posse. Apenas 10,8% das menções são positivas. 

O levantamento foi feito pela agência de análise de dados e mídias MAP e considerou postagens feitas até às 8h desta sexta-feira, 26, dentro de um universo de 1,4 milhão de posts publicados. 

O recuo da popularidade de Bolsonaro acontece ao mesmo tempo em que o apoio ao isolamento social como medida necessária para conter a disseminação do vírus aumentou de 68% para 86% na opinião pública. De acordo com a agência, a crise parece estar aumentando a conscientização pelo isolamento social. As menções por mais vacinas também dominaram 81% dos posts. 

O levantamento mostrou ainda que o pronunciamento oficial do presidente na última terça-feira, 23, em que mudou o tom e defendeu a vacinação, teve o apoio de 51% dos usuários, mas foi o terceiro tema mais discutido no dia, com 10% de participação.

O debate em torno do projeto de lei chamado de “Bolsa Estupro”, que veta aborto e dá auxílio a mulheres que engravidaram em decorrência de um estupro foi o mais debatido nas redes naquele dia, com 25% de participação e, praticamente, sem apoio.

Em segundo, esteve a decisão do STF que considerou Sérgio Moro suspeito no julgamento do caso do triplex do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 23% de participação. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.