Policiais federais planejam operação tartaruga hoje em Guarulhos por reajuste

Policiais federais planejam operação tartaruga hoje em Guarulhos por reajuste

Coluna do Estadão

26 de maio de 2022 | 13h14

Insatisfeitos com o impasse no reajuste salarial prometido por Jair Bolsonaro, policiais federais fazem um ato na tarde de hoje no Aeroporto de Guarulhos.

Foto: Polícia Federal/Divulgação

Eles prometem fazer operação tartaruga na fiscalização de passageiros e de cargas no terminal justamente no período de maior frequência de chegada de voos internacionais.

Ontem, a mobilização foi no Aeroporto do Galeão, no Rio. Representantes da categoria planejam novas mobilizações para convencer o governo federal.

Os policiais federais rejeitam o reajuste de 5% oferecido por Bolsonaro a todos os servidores e cobram que o presidente honre promessa feita à categoria, com reajustes focados na área de segurança pública. 

O governo havia reservado R$ 1,7 bilhão para esta finalidade, mas com a grita dos demais servidores ofereceu um aumento linear, mais baixo, para todos.

A proposta foi rejeitada pelos servidores e agora Bolsonaro discute contemplar apenas policiais rodoviários federais e servidores do sistema prisional federal. Mas isso também desagradou ao funcionalismo de outras carreiras. Empregados no Banco Central e do Tesouro Nacional já estão em greve.

 

Tudo o que sabemos sobre:

PF; reajuste; jair bolsonaro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.