Polarização PT-PSDB esquenta no ABC e presidente de sindicato renuncia

Polarização PT-PSDB esquenta no ABC e presidente de sindicato renuncia

Coluna do Estadão

05 de março de 2020 | 17h18

Tucano Orlando Morando e petista Luiz Marinho. FOTOS: AMANDA PEROBELLI/REUTERS E NILTON FUKUDA/ESTADÃO

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de São Bernardo do Campo (Sindserv), José Rubem, renunciou ao cargo nesta quarta-feira, 5, sob justificativa de uso político da estrutura do sindicato.

Em carta de renúncia endereçada a filiados, Rubem afirmou que pressões de um partido político estariam prejudicando os servidores públicos. “Cansei. Como líder, não posso trair o trabalhador para servir a um partido. Renuncio ao cargo de presidente do sindicato dos servidores públicos de São Bernardo por não concordar em sacrificar o servidor para servir a um partido.”

Conforme mostrou a Coluna, tucanos e petistas têm tudo para reviver, justamente no berço político de Lula, a polarização que marcou décadas nas eleições do País antes de ser explodida pelo bolsonarismo.

Segundo apurou a Coluna, a pressão seria exercida pelo PT, que tem o ex-prefeito Luiz Marinho como pré-candidato a prefeito da cidade, contra o atual ocupante do cargo, Orlando Morando (PSDB).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.