Planalto inclui nome de deputado preso em agenda oficial de Temer

Planalto inclui nome de deputado preso em agenda oficial de Temer

Naira Trindade

28 de junho de 2017 | 18h28

Nota atualizada às 22h50.

O Palácio do Planalto inseriu o nome do deputado preso Celso Jacob na lista de presentes da reunião com o presidente Michel Temer, o presidente do Instituto Pensar Agro, Fábio Meireles, o coordenador administrativo da Frente Parlamentar Agrícola, João Henrique Humel, e outros 14 deputados. A lista enviada por assessores constava o nome do deputado, que está preso em Brasília. Ele, na verdade, não estava na reunião.

Celso Jacob foi autorizado a trabalhar durante o dia pelo juiz Valter André Bueno de Araújo, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal. À noite,  ele retorna à prisão para dormir. Porém, apesar da liberação, ele ainda não conseguiu sair por causa de questões burocráticas.

Jacob está preso desde maio deste ano, quando a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a expedição de mandado de prisão dele. Ele foi considerado culpado pelos crimes de falsificação de documento público e dispensa indevida de licitação para construção de creche na época em que comandou a prefeitura de Três Rios (RJ), em 2002. A sentença fixada pelos ministros da Primeira Turma foi de 7 anos e 2 meses de prisão.

Veja a lista dos presentes da reunião com Temer divulgada pelo Planalto:

Presidente do Instituto Pensar Agro, Fábio Meireles
Coordenador administrativo da FPA, João Henrique Humel

Deputados:
Marcos Montes
Alceu Moreira
Carlos Marun
Luis Carlos Heinze
Valdir Colato
Jerônimo Goergen
Zé Silva
Nelson Leitão
Celso Jacob
Evandro Gussi
Domingos Sávio
Raimundo Gomes de Matos
Alfredo Kaefer
Roberto Balestra
Sérgio Souza