Planalto estuda retaliar por CPI das Fake News

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Planalto estuda retaliar por CPI das Fake News

Coluna do Estadão

04 de abril de 2020 | 05h00

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Pego de surpresa com a prorrogação da CPI Mista das Fake News, o Palácio do Planalto avalia fazer um pente-fino nos aliados que têm cargos e ainda assim assinaram o requerimento para continuar os trabalhos da explosiva comissão. Havia uma esperança de que, em meio à pandemia, a oposição deixasse de lado essa história, o que, claro, não aconteceu. Contrariados, governistas dispararam ligações de cobrança aos parlamentares “traidores”. Às pressas, conseguiram tirar sete nomes de senadores, mas, era tarde, a comissão ganhou sobrevida. A derrota é mais um sintoma do isolamento político do Planalto.

Estratégia. Hoje no Congresso as comissões estão paradas e são votadas apenas matérias que tratem do coronavírus e tenham consenso. A estratégia vai ser aproveitar que não são poucas as fake news sobre a covid-19 para prorrogar a CPI.

Na agenda. O presidente da comissão, Ângelo Coronel (PSD-BA), vai falar com Davi Alcolumbre, presidente do Senado, na próxima semana, para garantir a continuação dos trabalhos via teleconferência.

Dá uma… Os representantes da Base Industrial de Defesa que estiveram com o ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) nesta semana – e toparam produzir insumos para a Saúde – fizeram a ele um pedido: que o decreto de serviços essenciais fosse ampliado.

…forcinha, aí. Segundo disseram, se encontravam à mercê de regras estaduais e com as produções paralisadas. A indústria química, que produz insumos importantes para a higiene, estava com fábricas fechadas.

CLICK. O governador do Amapá, Waldez Goes (PDT), se reuniu com representantes do setor empresarial. Ele e seus assessores usaram máscaras de proteção.

Reprodução

Yin… Quem conhece o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, de outros carnavais conta que nem sempre ele assumiu a postura serena com a qual reage às críticas do presidente em público.

…yang. O ministro é conhecido por ter “pavio curto”. Jair Bolsonaro também sabe disso, mas os aliados de Mandetta esperam que ele permaneça zen até o fim desta grave crise.

Cof-cof. Bolsonaro ainda não entendeu bem a etiqueta da tosse. Ao falar com apoiadores em frente ao Alvorada, tossiu e não pôs o cotovelo na frente, como Mandetta “ensinou”.

SINAIS PARTICULARES.
Jair Bolsonaro, presidente da República

Ilustração: Kleber Sales

Como fica? Paulo Hartung, ex-governador do ES, resume este momento: “Estamos diante de um déficit de liderança e coordenação. Precisamos cuidar do presente, dos vulneráveis, mas sem descuidar do futuro. Uma hora a crise vai passar e que país vai nascer disso?”.

Ajuda ali. O PGR e presidente do CNMP, Augusto Aras, estuda propor a destinação de recursos do Fundo de Defesa dos Direitos Difusos para a prevenção do coronavírus nos presídios. Aras deve buscar uma articulação com o CNJ e o Ministério da Justiça.

Dividindo… O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, e a mulher dele, a deputada estadual Carla Morando (ambos do PSDB), doaram seus salários para o Fundo Social de Solidariedade do município do ABC, engajado no combate aos efeitos da pandemia do coronavírus.

…e somando. “A situação é grave e precisamos nos unir. A solidariedade está acima de tudo e a luta contra o coronavírus só será ganha com união”, afirmou Orlando Morando, que segue internado em UTI por causa do vírus.

BOMBOU NAS REDES!

Deputado Marcel van Hattem. FOTO: CRISTIANO GUERRA

Marcel Van Hatten, deputado federal (Novo-RS): “Surreal! Enquanto estamos literalmente presos em casa por conta de uma pandemia, juízes estão soltando bandidos nas ruas com a mesma justificativa!”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.