PGR teme retaliação do Supremo na Lava Jato

PGR teme retaliação do Supremo na Lava Jato

­­

Coluna do Estadão

24 de agosto de 2016 | 05h00

Gilmar Mendes. Foto: Beto Barata/Estadão

Gilmar Mendes. Foto: Beto Barata/Estadão

Procuradores temem que os ministros do STF passem a negar pedidos de diligências na Lava Jato, em retaliação ao vazamento que atingiu o ministro Dias Toffoli. A preocupação decorre das fortes críticas da Corte à divulgação de que o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro irá mencionar o magistrado na sua delação. Há inúmeros inquéritos da operação que tramitam no STF, envolvendo políticos com prerrogativa de foro, e dependem de decisões dos ministros para avançar. Num aceno para acalmar os ânimos, a PGR suspendeu o processo de delação de Pinheiro e negou qualquer referência a Toffoli.  Nas condições normais, a PGR sequer confirma a existência das tratativas para o acordo de delação.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.