PGR pede dados de CPI sobre fundos de pensão

PGR pede dados de CPI sobre fundos de pensão

-

Luiza Pollo

28 de junho de 2016 | 05h00

Foto: Célio Azevedo/Agência Senado

Sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília. Foto: Célio Azevedo/Agência Senado

A força-tarefa criada pelo procurador Rodrigo Janot para investigar fundos de pensão pediu o compartilhamento das investigações da CPI da Câmara que mergulhou em negócios de Previ (BB), Funcef (Caixa), Petros (Petrobrás) e Postalis (Correios). Quem conhece o assunto diz que o esquema descoberto na Lava Jato se repetiu nos fundos com maior facilidade, uma vez que não são obrigados a fazer licitações. Os investimentos mais vulneráveis são os chamados “zé com zé”, quando o negócio é feito entre gestor de investimento e empresa.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: