PF vai instaurar inquérito para apurar agressão a Bolsonaro

PF vai instaurar inquérito para apurar agressão a Bolsonaro

Andreza Matais

06 Setembro 2018 | 16h19

Foto: Fabio Motta/Estadão

A Polícia Federal vai instaurar inquérito para apurar a agressão sofrida pelo presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) nesta quinta-feira durante evento de campanha em Juiz de Fora (MG).

A PF faz a segurança dos presidenciáveis. Bolsonaro foi um dos que solicitou o acompanhamento.

A PF trata o episódio com gravidade. Uma equipe de delegados viajou na tarde desta quinta-feira, 6, para ajudar nos trabalhos em Juiz de Fora. Se for necessário, a corporação deslocará, também, uma equipe de peritos.

O filho do candidato, Flavio Bolsonaro, candidato ao Senado pelo Rio, postou no Twitter: “Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele pesa (sic) bem. Peço que intensifiquem as orações por nós!”

A PF divulgou a seguinte nota:

“A Polícia Federal informa que o candidato à Presidência da República, Jair Messias Bolsonaro, contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público na cidade de Juiz de Fora/MG. O agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato.”