PF se debruça sobre resultado da perícia de gravações de Joesley

Andreza Matais

23 de junho de 2017 | 15h28

Foto: MPF

 

A partir da conclusão da perícia pela Polícia Federal nas gravações feitas pelo empresário Joesley Batista de conversas com o presidente Michel Temer, os delegados da Polícia Federal que atuam no caso vão decidir se é possível concluir o inquérito contra o peemedebista, se pedem mais diligências ou se apresentam ao ministro Edson Fachin, do STF, mais um relatório parcial.

A perícia foi finalizada nesta sexta-feira. Os delegados se debruçam agora sobre as suas conclusões. Não está descartado, portanto, novo pedido de prorrogação do prazo.

A PF já encaminhou ao ministro relatório parcial na qual aponta indícios de corrupção praticado pelo presidente Michel Temer. Mas ainda não analisou a acusação de obstrução de Justiça.  O resultado do trabalho da PF será encaminhado para o STF, que o envia para a Procuradoria-Geral da República. Cabe ao procurador-geral, Rodrigo Janot, decidir se apresenta ou não denúncia contra Temer.  (Andreza Matais)