PF prende suspeitos de planejar ato terrorista na Olimpíada

-

Coluna do Estadão

21 de julho de 2016 | 11h48

A Operação Hashtag, deflagrada nesta manhã pela Polícia Federal, investiga brasileiros suspeitos de ser uma célula do Estado Islâmico no Brasil e planejar atos terroristas para a Olimpíada do Rio. Foram expedidos 12 mandados de prisão temporária, por 30 dias, prorrogáveis por mais 30. Um grupo já está preso, em São Paulo e no Paraná.

As informações foram obtidas a partir da quebra de sigilo de dados e telefônicos. Os investigados, segundo a PF, pregam a intolerância racial, de gênero e religiosa, além de preconizarem o uso de armas e táticas de guerrilha para alcançar seus objetivos.

Os nomes dos presos não foram divulgados, mas a PF informou que a Operação terá novas fases. O processo tramita em segredo de justiça na 14ª Vara Federal de Curitiba.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.