Governo de Pernambuco troca comando da Polícia Militar

Governo de Pernambuco troca comando da Polícia Militar

Marianna Holanda

01 de junho de 2021 | 21h00

Policiais dispersam manifestação no Recife contra o governo Bolsonaro com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha. Foto: Arthur Souza/Photopress/Estadão Conteúdo

Após violência policial na manifestação contra Jair Bolsonaro, o governo de Pernambuco vai trocar o comandante da Polícia Militar, Vanildo Maranhão. O coronel José Roberto Santana, diretor de Planejamento Operacional da PM, será nomeado para o lugar de Maranhão na quarta-feira, 2.

Segundo o governo, o pedido de exoneração partiu do prórpio comandante. A demissão foi acatada pelo governador Paulo Câmara (PSB), na noite desta terça-feira, 1.

As autoridades no Estado vinham sofrendo uma enorme pressão para encontrar os culpados por violência praticada por policiais contra manifestantes no ato contra Jair Bolsonaro, em Recife, no último sábado. Duas pessoas, que sequer participavam do protesto, foram atingidas por bala de borracha e ficaram cegas.

No mesmo dia, Câmara afastou o comandante da operação e os policiais que agrediram a vereadora Liana Cirne (PT). A Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social está apurando o ocorrido. O governador também anunciou a indenização das vítimas.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.