Perdão para Adélio?

Perdão para Adélio?

Juliana Braga

10 de novembro de 2019 | 08h00

Jair Bolsonaro perguntou ao pastor Silas Malafaia se, caso estivesse no seu lugar, visitaria Adélio Bispo para perdoá-lo pela facada. Disse não ter raiva do agressor e acreditar que ele foi usado, provavelmente por alguém que lhe ofereceu dinheiro.

Adélio Bispo. Foto: PM-MG

O presidente se emocionou com a conversa e afirmou que ainda gostaria de saber quem foi o mandante do crime.

A PF concluiu não haver mandantes e Adélio foi considerado inimputável pela Justiça. (Juliana Braga)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.