Pazuello diz a governadores que professores podem ter prioridade de vacinação em março

Pazuello diz a governadores que professores podem ter prioridade de vacinação em março

Marianna Holanda e Mariana Haubert

26 de fevereiro de 2021 | 13h45

Erasmo Salomao/MS

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse a governadores que o Ministério da Saúde pode incluir professores no cronograma de vacinação contra a covid-19 já em março.

Como a Coluna já mostrou, essa é uma demanda especialmente da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT). Na reunião virtual de governadores com o ministério na quinta-feira, 25, ela voltou a questionar o ministro a respeito da priorização dos professores na fila, como importante fator para a retomada das aulas no ensino público. 

“Estamos trabalhando com a possibilidade de incluir esses profissionais no mês de março, a depender da confirmação de entrega por nossos fornecedores das doses contratadas”, disse o ministro à governadora.

A promessa vem em meio ao pior momento do País na pandemia, quando o Brasil alcança a triste marca dos 250 mil mortos e leitos de UTI lotados em diversas capitais. O ministro tem sido pressionado pelo enorme atraso na vacinação, seja por novas doses, seja por insumos.

A Coluna também mostrou nesta semana a preocupação de idas e vindas do Ministério da Saúde a respeito da reserva de vacinas para a segunda dose. Cinco dias depois de Pazuello ter dito a prefeitos que poderiam usar todas as doses agora, para acelerar a imunização no País, a Saúde instruiu governadores ao contrário: guardar as doses.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.