Partidos se articulam contra Janot na CCJ do Senado

Partidos se articulam contra Janot na CCJ do Senado

.

Luiza Pollo

10 de fevereiro de 2017 | 05h00

Foto: Andressa Anholete/AFP

Foto: Andressa Anholete/AFP

Na estratégia traçada por partidos atingidos pela Lava Jato para se blindar contra as investigações está a iniciativa de impedir na CCJ qualquer tentativa de recondução do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ou de aprovar alguém ligado a ele. O escolhido pelo presidente da República é sabatinado na comissão comandada por Edison Lobão e precisa ter o nome aprovado no plenário do Senado. As discussões sobre a sucessão na PGR começam hoje em encontro que vai reunir os pré-candidatos à lista tríplice. O mandato de Janot termina em setembro.

Senadores dizem que Temer pode indicar um nome da lista tríplice apresentada pelos procuradores, seguindo a tradição, mas o Senado não tem compromisso de aprovar.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Rodrigo Janot

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.