Parola quase é barrado em cerimômia de posse de Freire

Parola quase é barrado em cerimômia de posse de Freire

.

Luiza Pollo

25 de novembro de 2016 | 06h15

Alexandre Parola

“Sou o porta-voz do presidente e preciso entrar”, pediu Alexandre Parola ao segurança do Palácio do Planalto na posse de Roberto Freire na Cultura. A entrada foi limitada a poucas pessoas, o que obrigou o porta-voz de Temer a argumentar com o funcionário sobre a necessidade de sua presença na cerimônia. Muitas pessoas foram barradas na entrada do Planalto porque a cerimônia foi restrita a sessenta convidados.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Roberto Freire

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.