Parlamentares falam em unificar eleição já em 2022

Parlamentares falam em unificar eleição já em 2022

Coluna do Estadão

21 de março de 2020 | 05h00

FOTO GABRIELA BILO / ESTADÃO

Uma das ideias a ganhar corpo no Congresso por causa do coronavírus tenta recuperar antigo sonho de alguns: a unificação das eleições no País. Segundo contou o deputado Aécio Neves (PSDB-MG), a proposta é adiar o pleito deste ano não em alguns meses, mas para 2022. A tese encontra resistência porque foi derrotada na reforma eleitoral de 2015, apesar de, possivelmente, reduzir os custos da consulta popular, dizem ex-membros do TSE. Henrique Mandetta afirmou ontem que só em setembro a curva de transmissão do vírus deve cair no País.

Alerta. Afora a remota hipótese de prolongar os atuais mandatos dos prefeitos até 2022, políticos temem, em uma possibilidade de adiamento de dois ou três meses das eleições deste ano, o favorecimento dos candidatos que já são conhecidos nas redes, onde o bolsonarismo joga em casa.

Stop. “É uma guerra desproporcional. Como a campanha já é mais curta, na pré-campanha é hora de gastar sola de sapato, em especial para vereador, que tem menos tempo de exposição em rádio e TV”, diz Junior Bozzella, vice-presidente do PSL-SP.

Boa notícia… A sessão digital do Senado que aprovou o estado de calamidade transcorreu sem sobressaltos. O sistema eletrônico, produzido pelo Prodasen, custou módicos R$ 13,00 por parlamentar.

…da semana. Além disso, o sistema de videoconferência é um aplicativo bem comum no mundo de “calls” empresariais: Zoom.

Help. O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL), já pediu a tecnologia “emprestada” para replicar na Assembleia do seu Estado, Goiás.

Help 2. Enquanto isso, a Assembleia-SP parece não ter entendido o mantra “quarentena não é férias”. Tudo parado, deputados viajando, e a Casa sem a menor noção de futuro.

Help 3. “Temos tecnologias disponíveis para atravessar o tempo que for preciso sem suspender os trabalhos. São Paulo, em vez de ficar na rabeira, tem de dar o exemplo”, diz Daniel José, que protocolou projeto para criar a votação virtual na Assembleia-SP.

Gol. Jogadores e ex-jogadores de futebol aderiram à campanha do governo de SP no combate ao coronavírus. Em vídeos, eles dão dicas e fazem apelos pela conscientização da população sobre a importância do isolamento social e instruções de higiene pessoal.

CLICK. Goleiro da seleção, Alisson Becker pediu em vídeo que os brasileiros sigam as orientações oficiais de combate ao coronavírus. “Juntos somos mais fortes”, diz.

Divulgação

Vem, gente. O Planalto busca reunir os governadores para discutir o gabinete de crise da covid-19. Uma das ideias em estudo é realizar encontros paralelos.

Toca Lulu! Eduardo Paes usou as redes sociais para uma mensagem de esperança: compartilhou vídeo de Lulu Santos interpretando seu mega-hit A Cura.

SINAIS PARTICULARES
Lulu Santos e Eduardo Paes, cantor e compositor e ex-prefeito do Rio, respectivamente

Ilustração: Kleber Sales

Panos… A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) enviou carta à Embaixada da China no Brasil em que afirma que “ninguém poderá sabotar a grande união dos povos” chinês e brasileiro.

…quentes. Sem citar o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ela diz que “mais fortes que eventuais palavras impensadas e inconsequentes são os princípios de sinceridade, efetividade, afinidade e boa-fé que nos unem”.

PRONTO, FALEI!

FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

ACM Neto, presidente do DEM e prefeito de Salvador: “Tratar de eleições, neste momento, é um absurdo. Ninguém quer saber de política, as pessoas querem ser assistidas. Errará feio quem se meter nisso.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA. COLABOROU VERA ROSA.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.