Para retaliar Equador, ministro faltará a evento

Para retaliar Equador, ministro faltará a evento

Coluna do Estadão

12 de outubro de 2016 | 05h00

bruno araujo

 

Em caráter informal, o governo brasileiro vai retaliar diplomaticamente o Equador por causa do boicote da delegação do país ao discurso de Michel Temer na Assembleia Geral da ONU, em setembro. O ministro das Cidades, Bruno Araújo, não vai comparecer a Habitat III, cúpula da ONU, realizada a cada vinte anos para discutir questões urbanas, que acontecerá no Equador. Pela sua importância, o ministério vai mandar equipe técnica ao evento, dia 17. Bruno, porém, não vai, dando um sinal da insatisfação do Brasil com o ato contra Temer na ONU. O movimento do deputado Bruno Araújo foi feito com aval do ministro de Relações Exteriores, José Serra.

Tudo o que sabemos sobre:

bruno araújoequadorfaltaeventoretaliarONU

Tendências: