Para evitar contestações, PF vai detalhar investigação da facada a Bolsonaro

Para evitar contestações, PF vai detalhar investigação da facada a Bolsonaro

Juliana Braga

27 de junho de 2019 | 07h00

Adélio Bispo. Foto: PM-MG

Prestes a concluir o segundo inquérito sobre a facada em Jair Bolsonaro, a Polícia Federal planeja detalhar ao presidente e a jornalistas todas as frentes investigativas.

A ideia é evitar contestações e a ira das redes sociais. Os indícios apontam para ação isolada de Adélio Bispo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.