Para cortar despesas, governo cria o Táxigov

Para cortar despesas, governo cria o Táxigov

.

Luiza Pollo

05 de abril de 2017 | 05h30

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O Planejamento determinou aos ministérios que não prorroguem contratos com empresas de transporte de servidores. No lugar disso, está sendo implementado o sistema Táxigov, uma espécie de táxi do governo. A expectativa é de gerar economia de R$ 20 milhões por ano aos cofres públicos. Os ministérios gastam hoje R$ 32 milhões com transporte. Em média, são feitas 490 mil corridas por ano. O cronograma prevê que ministérios e Presidência migrem para o Táxigov até março de 2018. Os táxis poderão ser chamados por meio de um aplicativo.

O calendário define que o ministério da Defesa será o último ministério a aderir ao Táxigov, entre fevereiro e março de 2018. A Presidência migra entre outubro e novembro deste ano.

Veja calendário de implementação do Táxigov:

IMG-20170404-WA0013

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Táxigov

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: