Para aliados de Doria, jogo não começou e vacina será a estrela da partida

Para aliados de Doria, jogo não começou e vacina será a estrela da partida

Camila Turtelli e Matheus Lara

29 de março de 2022 | 05h00

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Foto: Governo de São Paulo.

Nos bastidores da pré-campanha de João Doria, interlocutores do governador paulista avaliam, com base em pesquisas, que não haverá mudança no cenário eleitoral até julho e, por isso, é preciso segurar a pressão até lá, seja ela interna ou externa. Enquanto isso, a aposta é focar a campanha do tucano, que deixa o governo de São Paulo nesta semana, na produção da Coronavac, com o mote de que “a vida voltou ao normal depois da vacina”. Começou a circular ontem, entre aliados, um vídeo com uma amostra do que deve ser a campanha que terá a Coronavac como a estrela principal. Doria assistiu às imagens pela primeira vez durante uma reunião com seus secretários e se emocionou.

TOUR. Doria também está com uma extensa agenda de viagens e começa o tour pela Bahia, onde deve passar por Salvador e também por Rio de Contas, onde nasceu seu pai, João Agripino Doria Neto. Uma das ideias é mostrar sua trajetória de vida e que ele “não nasceu de terno”.

DIA DO FICO. Doria terá de lidar com dor de cabeça no PSDB, pelo clima de desânimo entre os que preferiam Eduardo Leite como presidenciável. Ontem, aliás, o gaúcho decidiu anunciar que fica na sigla.

SINAIS PARTICULARES (por Kleber Sales). Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul

GRAVE. Do pastor Cesário Silva, da Assembleia de Deus e integrante do núcleo evangélico do PT, sobre a intermediação de verbas por pastores no Ministério da Educação: “São atos ilícitos de pessoas não autorizadas gerando escândalos de corrupções. É sério e inédito o aparelhamento na Ministério da Educação”.

FECHOU. Após negociações com algumas siglas, o Movimento Brasil Livre (MBL) oficializou o ingresso em bloco no União Brasil, depois do rompimento com o Podemos.

VAI SER ASSIM. Entre as exigências do MBL para entrar no União estão ter garantidas as condições de atuar em comissões importantes do Congresso e manter a independência em relação a apoio na eleição presidencial deste ano. O movimento quer apoiar a candidatura de Sérgio Moro para ao Palácio do Planalto, independentemente da escolha do União.

ARTISTAS LIVRES. O deputado federal Marcelo Ramos (PSD-AM), vice-presidente do Congresso, apresentou ontem um projeto de lei para impedir, na legislação eleitoral, a punição de artistas que manifestem seus posicionamentos políticos antes, durante ou depois do período eleitoral.

CLICK. Cris Monteiro, vereadora de São Paulo (Novo)

Após a polêmica do Oscar envolvendo Will Smith e Chris Rock, vereadora fez relato sobre sua vida com alopecia areata: “Não é para fazer brincadeira”

PRA MARCAR… O PDT filia nesta quinta-feira, 31, o ex-prefeito de Santana do Paranaíba Elvis Cezar, que deixa o PSDB para ser o candidato pedetista ao governo do Estado.

…TERRITÓRIO. De olho em palanque para Ciro Gomes em São Paulo, a sigla organiza um evento, com a presença de Ciro e dos dirigentes Carlos Lupi (nacional) e Antônio Neto (paulistano), na cidade de Cezar na próxima segunda para receber novos filiados.

PRONTO, FALEI! Pastor Marco Feliciano, deputado federal (PL-SP)

“Com a veiculação de imagens de Milton Ribeiro em páginas bíblicas distribuídas em eventos políticos, (espero) que as investigações sigam, precisas e urgentes.”

COLABOROU PEDRO VENCESLAU

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.