“Ou melhora ou não passa”, dizem deputados sobre reforma política

Naira Trindade

04 de abril de 2017 | 22h30

Foto: Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados

Foto: Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados

 

Relator da reforma política, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) levou um balde de água fria ao apresentar seu parecer na casa do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) nesta terça-feira. O discurso foi unânime: ou melhora ou não passa.

No relatório, Vicente Cândido diz que juízes e ministros que quiserem se candidatar a cargos eletivos precisam renunciar aos seus cargos até 4 meses antes da eleição.

A discussão na casa de Rodrigo Maia esquentou quando trataram do fundo eleitoral. Imitando leilão, uns cantaram que o fundo deveria ser de R$ 6 bilhões, outro disse R$ 4,7 bilhões. Cândido fechou em R$ 2 bi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: