Oficializado como candidato, Doria prega união interna no PSDB

Oficializado como candidato, Doria prega união interna no PSDB

-

Marcelo de Moraes

24 de julho de 2016 | 16h40

Confirmado oficialmente como candidato dos tucanos à Prefeitura de São Paulo, o empresário João Doria fez discurso pregando a unidade interna do partido. Doria procurou colar sua candidatura ao governador Geraldo Alckmin, seu padrinho político. Mas fez um movimento todo especial na direção do clã Covas, liderança tradicional do PSDB.

Além de ter como candidato a vice-prefeito o deputado federal Bruno Covas, neto de Mário Covas, Doria fez seguidas referências elogiosas ao vereador Mário Covas Neto, o Zuzinha, filho de Mário Covas.

Apesar disso, a candidatura de Doria é contestada por importantes figuras políticas do PSDB, como o ex-governador de São Paulo Alberto Goldman, por exemplo. A crise política interna aberta depois da escolha de Doria provocou a saída do partido do vereador Andrea Matarazzo, que migrou para o PSD.

Durante seu discurso, Doria disse que o partido já estava unido e mandou mensagens conciliatória até para os políticos que contestam sua candidatura.

 

Tudo o que sabemos sobre:

João DoriaPSDB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.