Obama quer que Brasil receba mais refugiados

Obama quer que Brasil receba mais refugiados

­

Coluna do Estadão

04 de setembro de 2016 | 05h00

Sinais Particulares: Michel Temer e Barack Obama. Ilustração: Kleber Sales

Sinais Particulares: Michel Temer e Barack Obama. Ilustração: Kleber Sales

Michel Temer foi convidado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para participar da reunião da ONU que tratará da questão dos refugiados. A conversa, que incluirá outros líderes internacionais, será a forma de deflagrar o contato entre os dois países depois da confirmação de Temer como presidente. Obama defende que o Brasil aceite mais refugiados sírios. Assim, pedirá que o governo acolha e banque a permanência de mais 3 mil sírios, o que deve ser aceito. Hoje, o Brasil já abriga cerca de 2 mil refugiados sírios.

A reunião sobre refugiados será no dia 19 de setembro e existe a chance de ocorrer uma conversa bilateral entre Obama e Temer nesse mesmo dia.

Quando conversar com Obama, Temer deve agradecer o gesto do governo americano que declarou não ver anormalidades na votação do processo de impeachment.

Temer não deverá ser o único sul-americano na reunião sobre refugiados. O argentino Mauricio Macri também deverá ser convidado por Obama.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Se conhecendo

Tendências: