OAB acusa MEC de usar curso de Direito como moeda de troca

Coluna do Estadão

18 Maio 2018 | 10h40

Foto: Divulgação

 

A OAB estima que, mantido o atual ritmo de autorização do MEC, o País terminará o ano com cerca de 1.600 cursos de Direito. São 1.350, mas, só nesta semana, foram liberados mais 34, apesar de a OAB ter dado parecer contrário.

“A abertura de vagas virou uma moeda de troca política, sobretudo neste ano eleitoral”, acusa o presidente da OAB, Claudio Lamachia.

O MEC diz que a manifestação da OAB é opinativa e nega interferência política. Informou, ainda, que neste ano foram dadas 71 autorizações. (Andreza Matais)