O julgamento de Dallagnol e o destino da Lava Jato

O julgamento de Dallagnol e o destino da Lava Jato

Coluna do Estadão

17 de agosto de 2020 | 02h00

Deltan Dallagnol. FOTO: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO

O destino da Lava Jato passará pelo julgamento, amanhã, no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), de casos envolvendo o procurador Deltan Dallagnol. Na cúpula da PGR, a avaliação é de que um revés do coordenador da operação fortalecerá Augusto Aras contra a “República de Curitiba”. O pior cenário para Dallagnol prevê o afastamento imediato dele do comando da operação. Se isso se confirmar, conselheiros dão como certo que Aras usará a decisão como embasamento para não renovar a própria a força-tarefa, em setembro.

Help. A defesa de Deltan Dallagnol protocolou uma ação no Supremo para impedir o julgamento. A análise será feita por Celso de Mello.

Já? Os adversários de Dallagnol devem tentar o afastamento imediato do coordenador via liminar.

Pressão… Um episódio para ilustrar o clima em torno do julgamento que poderá afastar Dallagnol: um dos conselheiros recebeu, recentemente, a ligação de uma tia distante, de uma cidade de interior.

…familiar. Ela apelou para que o sobrinho mantenha o “homem” lá em Curitiba. O caso, aliás, está sendo usado, em conversas de bastidores, para ilustrar a importância do projeto de quarentena eleitoral para juízes e procuradores.

Chegando… Faltando menos de um mês para a posse de Luiz Fux como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ainda há muita especulação no mundo jurídico sobre como será o tom do mandato dele.

… na miúda. Um indício de que Fux não deverá chegar causando: ele tenta manter parte da equipe técnica do atual presidente da Corte, Dias Toffoli. Apesar de ser notório lavajatista, Fux não buscará fazer do confronto com os “legalistas” sua marca. A ver.

Me ajuda… A mais nova desistência de José Luiz Datena de disputar uma eleição não baixou o cacife do apresentador de televisão no mundo da política.

SINAIS PARTICULARES
José Luiz Datena, apresentador de TV

…aí, pô! Apesar de ele não ter topado sair pra prefeito, o MDB acha que Datena será um dos ativos do partido nas eleições de 2022. Os planos? Senado.

Novos… O anúncio do Ministério da Economia de que contratará 350 profissionais temporários para a transformação digital de serviços públicos mobilizou servidores da área de tecnologia da informação.

…tempos. Alegam que a carreira está em um limbo jurídico e que é preciso reestruturá-la para contratações via concurso público. A situação pode influenciar em questões como a solução dos problemas técnicos de pagamentos como o auxílio emergencial, por exemplo, ou em adaptações para o teletrabalho.

Dica. A Associação Nacional dos Analistas em Tecnologia da Informação (Anati) apresentou à Economia proposta de MP, em análise, para reformular a carreira e viabilizar a realização de concursos públicos.

Sentido inverso. Enquanto a Abegas, entidade do setor, se articula nos bastidores contra o texto da Nova Lei do Gás. O movimento Livres vai na direção contrária: defende o modelo. Acredita que ele torna mais simples o regime de implantação de novos gasodutos de transporte e simplifica o acesso às infraestruturas.

CLICK. Guilherme Boulos (à esq.), pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PSOL, se reuniu com João Antônio, presidente do TCM, para falar de finanças municipais.

BOMBOU NAS REDES!
Alexis Fonteyne
Deputado federal (Novo-SP)

“A reforma administrativa não pode ficar para 2021. A venda das estatais não pode tardar! O corpo mole do presidente faz ele perder apoio dos liberais.”

Alexis Fonteyne. Foto: Rodrigo Pertoti/Câmara dos Deputados

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: