“O governo sempre se colocou como uma ponte”, diz ator

“O governo sempre se colocou como uma ponte”, diz ator

Naira Trindade

18 Junho 2018 | 17h47

O governo do presidente Michel Temer lança nesta segunda-feira, 18, nas redes sociais, uma campanha para contra-atacar os baixos índices de rejeição (82%). Este é o primeiro vídeo de uma série de dez que serão divulgados ao longo do mês.  As gravações, com atores contratados, terão entre um minuto e meio e dois minutos e vão falar sobre problemas enfrentados no País.

+++++Governo vai dizer nas redes que herdou ‘batata quente’

Neste vídeo, qual a Coluna teve acesso, o ator frisa que “Temer encontrou o Brasil com índices de um país em guerra”. E reitera: “a coisa foi muito séria, gente. O governo bem que podia ter adotado soluções mágicas para tentar ficar bem na foto. Mas a gente já sabe o que acontece quando tentam reinventar a roda neste País. Fizeram isso por muitos anos. Resultado, o País quebrou”, diz o ator. E emenda: “É como se o presidente estivesse reformando a casa com a pessoa morando dentro”.

O ator segue dizendo que Temer fez tudo mesmo que para isso gerasse a “tal da impopularidade”.”É por isso que esse governo sempre se colocou como uma ponte e não um final em si”, diz, convocando o povo “a trabalhar junto”.

Em novos vídeos, o governo quer tratar da greve dos caminhoneiros. Mostrar que os motoristas não tinham reivindicações atendidas desde 1998, quando fizeram uma grande paralisação.

Um dos vídeos previstos no roteiro era para dizer que a PF tem liberdade para atuar. A gravação, porém, foi suspensa. Desde que assumiu, Temer já substituiu duas vezes o diretor-geral da instituição. (Naira Trindade)