Nova fase da Lava Jato prende irmão do doleiro Adir Assad

Operação Irmandade é baseada na delação premiada da Andrade Gutierrez

Coluna do Estadão

10 de agosto de 2016 | 09h20

lava jato

Em nova fase da Operação Lava-jato do Rio de Janeiro, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta quarta-feira a Operação Irmandade, em que foram denunciadas 11 pessoas, sendo cumprido 01 mandado de prisão e 01 mandado de busca e apreensão em São Paulo, expedido pela 7a Vara Federal Criminal/RJ. O preso é o irmão do doleiro Adir Assad, que já foi alvo da Lava Jato, o empresário Samir Assad. As informações que originaram a ação de hoje partiram da delação premiada da Andrade Gutierrez.

A Operação Irmandade é um desdobramento da Operação Pripyat, em que foi investigado desvio milionário nas obras de Angra 3 da Eletronuclear, sendo presas 10 pessoas vinculadas ao núcleo administrativo de organização criminosa estruturada para desviar recursos públicos. (Andreza Matais)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.