No TSE, Santana critica fiscalização da Justiça Eleitoral e defende financiamento público

No TSE, Santana critica fiscalização da Justiça Eleitoral e defende financiamento público

.

Luiza Pollo

30 de abril de 2017 | 05h30

João Santana ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff. Foto: José Patrício/Estadão

No final do seu depoimento ao TSE, aonde detalhou o uso de caixa dois nas campanhas, o publicitário João Santana criticou a falta de controle na fiscalização feita pela Justiça Eleitoral.

Santana defendeu a aprovação de reforma política que inclua o sistema de voto distrital misto e financiamento público de campanha.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

João SantanaTSE

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.