No PR, há quem defenda o fim do “centrão”

Proposta de dissolver o grupo de 216 deputados e compor base de 407 deputados

Coluna do Estadão

16 Agosto 2016 | 13h23

Depois de se distanciar do “centrão” na eleição que levou Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara, em julho, o PR já tem integrantes de sua cúpula que defendem o fim do megabloco que reúne outros 11 partidos (PP, PSD, PTB, PROS, PSC, SD, PRB, PEN, PTN, PHS e PSL).

A proposta de dissolver o grupo que, com o PR, tem 216 deputados, é compor uma grande base aliada, o que inclui também PMDB, PSDB, DEM, PPS, PSB e PV, num total de  407 dos 513 integrantes da Casa.

A situação do “centrão” está sendo discutida em uma reunião da casa do líder do PTB, Jovair Arantes (GO), em Brasília. (Daniel Carvalho)