No PR, há quem defenda o fim do “centrão”

Proposta de dissolver o grupo de 216 deputados e compor base de 407 deputados

Coluna do Estadão

16 de agosto de 2016 | 13h23

Depois de se distanciar do “centrão” na eleição que levou Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara, em julho, o PR já tem integrantes de sua cúpula que defendem o fim do megabloco que reúne outros 11 partidos (PP, PSD, PTB, PROS, PSC, SD, PRB, PEN, PTN, PHS e PSL).

A proposta de dissolver o grupo que, com o PR, tem 216 deputados, é compor uma grande base aliada, o que inclui também PMDB, PSDB, DEM, PPS, PSB e PV, num total de  407 dos 513 integrantes da Casa.

A situação do “centrão” está sendo discutida em uma reunião da casa do líder do PTB, Jovair Arantes (GO), em Brasília. (Daniel Carvalho)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.