Negociações entre Brasil e Argentina não avançam com visita de Macri ao Brasil

Negociações entre Brasil e Argentina não avançam com visita de Macri ao Brasil

.

Luiza Pollo

08 de fevereiro de 2017 | 05h45

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

Apesar da troca de rapapés entre Temer e o presidente da Argentina, Mauricio Macri, as negociações entre os dois países seguem sem avançar em áreas importantes, incluindo o setor automotivo. Os dois lados decidiram ser protecionistas.

Segundo um dos principais participantes das conversas, os argentinos argumentaram que o Brasil impôs sua vontade nos últimos 15 anos, durante os governos petistas. Agora, era a vez de a Argentina se posicionar e tomar a iniciativa de seu interesse.

O almoço oferecido por Temer a Macri no Palácio do Itamaraty teve como sobremesa goiabada e doce de mamão, num momento em que o Brasil pressiona para a Argentina admitir livre comércio do açúcar brasileiro no Mercosul.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Michel TemerBrasilArgentinaMauricio Macri

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.