Na eleição, Tarcísio e Garcia brigam por paternidade de ligação em Santos

Na eleição, Tarcísio e Garcia brigam por paternidade de ligação em Santos

Mariana Carneiro, Lauriberto Pompeu, Matheus Lara e Gustavo Côrtes

10 de maio de 2022 | 05h01

A ligação entre Santos e Guarujá, uma travessia sobre a qual há discussão há anos e até hoje é feita por balsa, virou assunto da campanha eleitoral paulista. Auxiliares de Rodrigo Garcia (PSDB) acusam o rival Tarcísio de Freitas (Republicanos) de “sentar em cima” do projeto do governo do Estado, a construção de uma ponte, há mais de um ano, o que depõe contra a imagem de gestor que o ministro tenta vender na eleição. O Ministério da Infraestrutura prefere fazer um túnel. As duas propostas custam entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões, e tanto Garcia quanto Tarcísio prometem fazer com dinheiro da iniciativa privada. Enquanto isso, a obra virou motivo para acusações dos dois lados e não sai do papel.

O ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas Foto: Fábrio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

TEMPO. O governo do Estado afirma que, a pedido do ministério, o projeto da ponte foi reformulado três vezes. Em novembro de 2020, a pasta silenciou e apresentou a ideia de bancar o túnel com a concessão do Porto de Santos, mas ainda não se sabe quem vai operar a via submersa. Auxiliares de Garcia dizem não ser contra, mas afirmam que a ponte sai antes.

PREÇO. Do lado de Tarcísio, a avaliação é a de que a ponte será feita pela Ecovias, que já opera a Rodovia dos Imigrantes, e com isso vai cobrar mais caro pelo pedágio por mais tempo.

CLICK. Arthur Lira, presidente da Câmara

Participou de almoço com empresários e os deputados Celso Sabino (União-PA) e Elmar Nascimento (União-BA) em Nova York.

DIETA. Não foi só o FNDE que perdeu recursos que vinham de emendas parlamentares, como mostrou a Coluna do Estadão no sábado. Instituições federais de ensino superior, sob o ministro Victor Godoy, perderam R$ 129 milhões que haviam sido prometidos por parlamentares em emendas de bancada.

SINAIS PARTICULARES (por Kleber Sales). Victor Godoy, ministro da Educação

OUVIDOS. A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara quer que o presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, e o presidente do BC, Roberto Campos Neto, deem explicações, ainda neste mês, sobre os aumentos de preços nas bombas e os efeitos sobre a inflação.

PRONTO, FALEI! Marcelo Ramos, deputado federal (PSD-AM)

“Acho difícil o PSD apoiar algum candidato no primeiro turno. Gilberto Kassab vai tomar uma decisão para manter a unidade do partido.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.