Na China, Temer evita comentar fatiamento, mas se mostra contrariado

Na China, Temer evita comentar fatiamento, mas se mostra contrariado

Coluna do Estadão

03 de setembro de 2016 | 13h13

O presidente Michel Temer durante Chegada à China. Foto: Beto Barata/PR

O presidente Michel Temer durante Chegada à China. Foto: Beto Barata/PR

Em sua primeira viagem como presidente da República empossado, Michel Temer tem evitado, na China, fazer comentários sobre o fatiamento da votação do impeachment da agora ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo um integrante da comitiva presidencial, Temer se mostrou “visivelmente contrariado” com a manobra que contou com apoio do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). “Fica meio constrangedor falar (neste assunto aqui) porque o Renan está aqui”, disse uma pessoa que acompanha Temer na China.

Ainda de acordo com esse integrante da comitiva, Temer gostou da postura do senador Romero Jucá (PMDB-RR) de assinar ação contra o fatiamento. (Daniel Carvalho)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.