Mulheres ficam de fora da mesa que anunciou apoio do Centrão a Alckmin

Mulheres ficam de fora da mesa que anunciou apoio do Centrão a Alckmin

Coluna do Estadão

26 de julho de 2018 | 10h57

 

O anúncio do apoio de partidos do Centrão ao presidenciável Geraldo Alckmin não garantiu espaço para nenhuma mulher na mesa em que foram acomodados os presidentes e representantes das siglas. As 13 cadeiras são ocupadas por homens.

A aliança anunciada hoje, em Brasília, agrega à candidatura do tucano o apoio do DEM, PP, PR, SD e PRB e garante ao presidenciável o maior tempo de TV na campanha em relação aos seus adversários.

O anúncio do vice de Alckmin foi adiado diante da indefinição de Josué Gomes (PR), convidado a aceitar a vaga. O chefe do PR, Valdemar Costa Neto, não está presente.

Ontem à noite, o Centrão voltou a discutir sobre a vaga de vice. Uma das hipóteses é justamente convidar uma mulher para atrair os votos do eleitorado feminino. Entre os nomes cotado está o da senadora Ana Amélia. (Andreza Matais, Naira Trindade e Juliana Braga)