MP arquivou representação que questionava domicílio de Tarcísio em SP

Coluna do Estadão

09 de junho de 2022 | 05h00

A representação questionando o domicílio político de Tarcísio de Freitas (Republicanos) em São Paulo foi arquivada pelo Ministério Público Eleitoral. Tarcísio nasceu no Rio e, até o início da corrida eleitoral, morava em Brasília.

O ex-ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Foto: Adriano Machado/Reuters

Sérgio Moro (União) perdeu o direito de concorrer em São Paulo porque não teve o domicílio reconhecido. Ele é do Paraná e disse que, como viajava muito, São Paulo havia se tornado seu “hub”. Já Tarcísio informou endereço de parentes em São José dos Campos. O MP entendeu que são casos diferentes.

“Demonstrei que meu início de trajetória profissional foi em SP. Que, ao longo da minha atuação na área de infraestrutura, contribuí com diversos empreendimentos no Estado. Demonstrei vínculo familiar, bem como apresentei documentação comprobatória necessária à mudança de domicílio.”

Tudo o que sabemos sobre:

Tarcísio de FreitasEleições 2022

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.