Moreira será retaliado por comando do PMDB

Moreira será retaliado por comando do PMDB

­­

Coluna do Estadão

21 de setembro de 2016 | 05h00

Moreira Franco. Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo

Moreira Franco. Foto: Hélvio Romero/Estadão Conteúdo

“A gente vai derrubar o Moreira da Fundação.” “Deixa ele ver se vamos aprovar uma medida o tornando ministro.” “Vamos convocá-lo para explicar as denúncias do Eduardo Cunha.” As ameaças vêm de toda parte do PMDB insatisfeito com o fato de o braço direito de Temer ter negado repassar dinheiro da Fundação Ulysses Guimarães, que preside, para os congressistas enviarem aos candidatos na eleição. A solução virá em forma de troco. Neste mês, a fundação não vai receber do partido recursos do fundo partidário. Tudo vai para campanha.

A decisão do PMDB vai tirar de Moreira Franco R$ 1,4 milhão. O valor equivale aos 20% do fundo partidário que são repassados ao Instituto Ulysses Guimarães mensalmente. O dinheiro cairia na conta hoje.

A irritação do presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), com Moreira Franco foi tanta que o ministro Eliseu Padilha teve de atuar como bombeiro para acalmar os ânimos dentro do partido.

Siga a Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Incêndio

Tendências: