MME teme que condenação da Chesf prejudique setor de energia

MME teme que condenação da Chesf prejudique setor de energia

Coluna do Estadão

01 Outubro 2018 | 16h14

 

Em nota técnica, Ministério de Minas e Energia registra preocupação com a recente condenação da Chesf em processo de R$ 500 milhões. O temor é que tenha efeito sistêmico e prejudique consumidores e o setor de energia. A União não se defendeu no processo conduzido pela Justiça local do Distrito Federal. A cifra é alta porque empresários do Rio Grande do Norte querem ressarcimento por prejuízos decorrentes de atraso na conclusão de uma linha de transmissão a cargo da Chesf. A companhia alega que a Aneel, o Iphan, a Fundação Palmares e outros órgãos públicos dificultaram o projeto, acarretando no atraso involuntário.