Ministro do Turismo pede para investigação sobre candidatas laranjas ir para o Supremo

Ministro do Turismo pede para investigação sobre candidatas laranjas ir para o Supremo

Juliana Braga

20 de fevereiro de 2019 | 12h54

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Foto: Jake Spring/Reuters

 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, entrou com reclamação para levar as investigações contra ele para o Supremo Tribunal Federal.

Sua defesa argumenta que as supostas alegações teriam ocorrido enquanto Marcelo Álvaro ainda era deputado federal e em função da sua atividade, portanto, abarcadas pelo novo entendimento acerca da prerrogativa de foro.

“Considerando que os crimes investigados têm relação estreita com o cargo e teriam sido cometidos quando o investigado estava em seu primeiro mandato parlamentar, então, permanece a competência originária do Supremo Tribunal Federal para processar e julgar os fatos”, afirmam os advogados.

O ministro é alvo de investigação da Procuradoria Regional Eleitoral sobre candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, quatro candidatas com baixa votação contrataram empresas ligadas a assessores de Marcelo Álvaro. Ele nega.

Na reclamação, a defesa pede ainda a suspensão das investigações enquanto a reclamação não for apreciada pelo Supremo. (Juliana Braga)

Tendências: