Ministro do Planejamento enfrenta saia-justa no governo

Ministro do Planejamento enfrenta saia-justa no governo

-

Luiza Pollo

09 de julho de 2016 | 06h12

Dyogo Oliveira. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Dyogo Oliveira. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A discussão da meta fiscal provocou saia-justa entre o presidente em exercício Michel Temer e o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira. Segundo presentes na reunião, Oliveira iniciou a fala alinhado com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, favorável ao máximo de R$ 139 bilhões de déficit.

Ele apoiava a ideia, mas mudou ao ser questionado pelo antigo chefe, senador Romero Jucá (PMDB-RR), defensor da meta de 160 bilhões. Dyogo passou, então, a defender folga nas contas e a citar que a arrecadação poderia desapontar.

Insatisfeito com o vai e vem, Temer falou que, se houvesse uma terceira opinião, Oliveira mudaria de ideia de novo.

Siga a Coluna do Estadão:
No Twitter: @colunadoestadao
No Facebook: www.facebook.com/colunadoestadao

Tudo o que sabemos sobre:

Acho isso - não acho mais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.